sábado, 19 de dezembro de 2009

Prenda de Natal

.

PRENDA DE NATAL

.

Uma pobre criancinha

Sem ter força para andar,

Na escola nunca tinha

Amigos para brincar.

.

Mesmo em casa, tristemente,

Era pouco bem amada

E a pior de toda a gente

Era a chata da criada.

.

A miúda tanto sofria

Sentada na cadeirinha,

Quando a criada lhe dizia;

Tu és uma aleijadinha.

.

Mas um dia, outra menina

Sentiu por ela compaixão

E ficou por luz divina

Sua amiga do coração.

.

Foi dizer-lhe com bondade,

Estou aqui p’ra te ajudar,

Com a força de vontade

Vais de novo poder andar.

.

Hoje é noite de Jesus,

Minha amiga anda também

Caminhar pr’aquela luz

Da Estrela de Belém.

.

Logo a moça se ergueu

Num gesto bem natural,

E o milagre aconteceu

Como prenda de Natal…

Rama Lyon

2 comentários:

Fernanda disse...

Um poema de esperanca... por vezes o amor pode fazer milagres! Ousei por este poema porque achei adequado no blog infantil, que estou a iniciar...

Eduardo Mesquita disse...

Uma prenda que representa a fe' e a alegria que este dia transmite como uma festa principalmente dedicada as criancas.Embora o poema seja um conto que nos fala de um milagre , vamos acreditar que outros milagres bem mais possiveis de acreditar estejam ao alcance de todos nos, como o de sentir o espirito natalicio e de o podermos transmitir em cada dia que passa.
Um abraco.
Eduardo.