sexta-feira, 24 de abril de 2009

As portas da liberdade

. Foi com sol primaveril A brilhar nesta Nação, Que os Capitães d'Abril Fizeram a Revolução. Soldados à rua saíram Num gesto d'heroicidade, Com bravura nos abriram As portas da Liberdade. P'la cidade vagueando Mar de gente sem ter praia Em delírio proclamando, Capitão Salgueiro Maia. E o povo tão contente Pelas ruas da euforia Regressava novamente Ao seio da democracia. Houve cravos aos montões Num perfeito arsenal Uma guerra sem canhões A florir em Portugal. Foi bonito ver depois Como tudo ficou feliz A dar graças aos heróis Que libertaram este país. Hoje os nossos ideais, É viver-mos em igualdade E que não se fechem mais As portas da Liberdade

Rama Lyon

1 comentário:

Multiolhares disse...

Espero que nunca nos perdemos dessa liberdade
Bom domingo