sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Mensagem

MENSAGEM
Num queixume prolongado Esvai-se a vida do nosso Planeta Com o coração magoado Pede ajuda ao poeta O seu manto fino do espaço Oferece ao poeta ... como leito Para que testemunhe o seu cansaço E escreva o poema perfeito Pede ao Homem... o Planeta Que pare de destruir Que mais guerras não cometa Que não deixe a vida... fugir Em queixume silencioso Manda o poeta escrever O Universo é um bem precioso Homem não o deixes... morrer E o poeta sem descansar Escreve ao branco, preto, rico ou pobre Descreve o verbo Amar Na vida... como a única causa nobre! Fernanda Rocha
***************
Escolhi no vasto panorama poético, da
minha amiga, Fernanda Rocha, este
poema que eu tanto adoro.

2 comentários:

O mar me encanta completamente... disse...

"E o poeta sem descansar
Escreve ao branco, preto, rico ou pobre
Descreve o verbo Amar
Na vida... como a única causa nobre!"

Divino!!!
Meu carinho sempre...

Glória

nanda disse...

Não foi á toa que o escolhi como amigo. Fico feliz pela sua sensibilidade e entender a mensagem do poema. Beijos.