terça-feira, 31 de março de 2009

A Páscoa da minha aldeia

A PÁSCOA DA MINHA ALDEIA ********************************* Toca o sino na capela Surgem foguetes no ar Põem-se flores na ruela, Nossa Páscoa vai chegar. Abrem-se as portas à Cruz Neste dia tão festejado, Entre nós vai estar Jesus Como nosso convidado. E o povo da minha aldeia Trajando todo a rigor De casa em casa passeia Beijando a Cruz do Senhor. Numa bela comunhão De pura fraternidade, Vibra em cada coração A corrente d'amizade. Nas casinhas do lugar Onde a festa nos rodeia, Encontramos em cada lar Uma mesa sempre cheia. Nesta onda de alegria, Que a Páscoa nos faz viver, Há sempre durante o dia Um copito p'ra beber. E à noite já satisfeitos Com um grãozinho na asa Uns tortos, outros direitos, Todos vão dormir p'ra casa. Rama Lyon

domingo, 29 de março de 2009

Onde está o dinheiro?

Um pouco de humor, neste mundo tão agitado...

Onde está o dinheiro? Os Bancos não têm dinheiro E o povo dinheiro não tem, Sendo assim, é bem certeiro, Que eu estou ‘‘teso’’ também. Ouvi um ‘senhor’ dizendo Numa léria mal contada, Do que vai acontecendo, Ser a crise… a culpada. Com as coisas a correr No rumo que vão seguindo, Preparem-se para ver Os ricos, na rua, pedindo. Na minha pobre cabeça Há uma grande confusão, Que não haja quem conheça Onde está… o ‘’patacão’’. Eu não sei se foi pró Norte Ou pró Sul que ele voou, Se não tinha passaporte Como é que ele imigrou? Com estes ventos agrestes Penso eu, senhor banqueiro, Terem sido extraterrestres Que roubaram o dinheiro. Talvez que um dia se veja O ricaço coitadinho, À porta de uma igreja A pedir um tostãozinho. . Rama Lyon .

sexta-feira, 20 de março de 2009

Primavera

.

Oh minha amiga querida

Acabou a nossa espera,

Chegaste toda florida,

Minha rica Primavera.

.

Trouxeste do céu a bênção

Num rosário de beleza

P’ra cobrir de flores o chão

Num presente à Natureza.

.

Vestes de novo a paisagem

Com seu manto de verdura,

Colocando na ramagem,

Um mundo de formosura.

.

Pões no campo o lavrador

Com as sementes na mão

Semeando com muito ardor

O terreno que dá o pão.

.

Tudo vai desabrochando

Num compasso absoluto

E as árvores vão ficando

Pouco a pouco cheias de fruto.

.

A beleza que ostentas

Acarinha e dá prazer.

Primavera, representas,

O ensejo de renascer.

.

É uma vida a despontar

Dando ao ano mais alegria,

Lindo poema que vai raiar

Nesta seara de poesia.

.

Rama Lyon

.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Neste dia do Pai

Vou sofrendo a minha dor

Por alguém que já partiu,

E a saudade desse amor

Para sempre me feriu.

.

Mas um grito de coragem

Do meu peito hoje me sai

Pra deixar justa homenagem

Àquele que foi meu pai.

.

Não esqueço a bondade

Com que sempre me criou,

Nesse berço de amizade,

Tantas vezes me embalou.

.

Foi num mês de Fevereiro

Que a minha alma vazia

Nesse adeus derradeiro

O viu descer à terra fria.

.

Tanta mágoa me deixou

Nessa hora da partida

Que minha alma ficou

Desgostosa toda a vida

.

Se eu tivesse portador

Com certeza mandaria,

Um abraço cheio de amor

A lembrar-lhe este seu dia.

.

Que a paz seja seu brilho

Aí no Céu onde o pai está,

Que na terra este seu filho

Nunca mais o esquecerá.

.

Rama Lyon

sábado, 14 de março de 2009

Caravela florida

Caravela florida

.

Nas ondas do mar vagueia

Uma linda caravela

Ao sabor da maré-cheia

Que se ri do gingar dela.

.

Vai andando com vigor

Como quem já nada teme,

Arvorada em bela flor

Da traseira até ao leme.

.

Fica tão bonita assim,

Com as velas enfeitadas,

Parecendo um jardim

Cheio de rosas encarnadas.

.

Avançando em sobressalto,

No ranger das suas tábuas

Deixa ficar no mar alto

Seu perfume sobre as águas.

.

Soube sempre ser discreta,

Pelos mares mais diversos,

Como a pena de um poeta

Dando rumo aos seus versos.

.

Vou deixar o meu aviso

À pessoa que a conduz,

Se por acaso for preciso

Serei farol a dar-lhe luz.

.

E se tiver embaraços

Por causa dos temporais,

Tem aqui os meus braços

Para lhe… servir de cais.

.

Rama Lyon

.

domingo, 8 de março de 2009

Para o ser mais importante do Mundo

Olha para mim e vê Meu sorriso é para ti Não me perguntes porquê Foi a ti que escolhi! Amo o teu abraço Teu olhar, que sem lágrimas chora Quero riscar de ti o cansaço Ver-te rir a toda a hora! Quero em ondas de confiança Avançar devagarinho Dar-te sonhos de segurança Adormecer-te com carinho! Quero ao ver-te acordar Para um novo dia sorrir Quero ver-te brincar Ver-te da solidão... fugir! Se para o teu coração bater Deixar de ser triste o teu olhar Se for preciso, poderei ser A sombra do teu andar! Fernanda Rocha Amo-te CRIANÇA! Num dia em que todas ( ou quase ),todas as mulheres comemoram o dia das mulheres, o meu maior desejo é ser o sorriso de alguma criança... dessas tantas que nunca aprenderam a sorrir! *

sábado, 7 de março de 2009

Vídeo Rama

.
A minha sincera homenagem a todas
as mulheres deste planeta.
...............................................
FELIZ DIA DA MULHER
..............................................
.
.

8 de Março de 2009

.

Pus um beijo numa flor

Com ternura de poeta

P´ra mandar com muito amor

Ás mulheres deste planeta.

.

Homenagem bem singela

Da mais pura simpatia,

Que essa flor seja a janela

Sempre aberta noite e dia.

.

Que ela nunca crie espinhos

No centro do vosso lar

E vos rodeie de carinhos

Sempre, sempre, sem parar.

.

Que vos dê muita coragem

Ao longo da vossa estrada,

Perfumando essa viagem

Nesta vida complicada.

.

E nas horas menos sãs,

Ela faça compreender

Que em todas as manhãs

Vosso sol volta a nascer.

.

Que ela seja a luz divina

Cheia de amor e carinho,

No virar de cada esquina

A mostrar o bom caminho.

.

E vos faça perceber

Que o homem verdadeiro,

Quer que o dia da mulher

Se festeje o ano inteiro.

.

Rama Lyon

quinta-feira, 5 de março de 2009

Só e descrente

Só e descrente Me sinto só, no meio de tanta gente A solidão é o meu sentir Me sinto só e descrente Sem saber o que vem a seguir! Meu coração teimoso Trilha um caminho que desconheço Tremo num corpo ansioso Em cada dia que, só... amanheço! Meus olhos em solidão se fecham Meus lábios sós... uma lágrima recolhem E antes que meus sentidos amanheçam Luares de solidão me engolem! Tentei procurar céus iluminados Embarguei por desconhecidas estradas Tentei saborear poemas encantados Encontrei mensagens Em quadras desencontradas! Fernanda Rocha

segunda-feira, 2 de março de 2009

PARA REFLECTIR...

Para reflectir!!! Um agricultor coleccionava cavalos e só lhe faltava uma determinada raça. Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha esse determinado cavalo e atazanou-o até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu e ele chamou o veterinário: - Bem, o seu cavalo está com uma virose; é preciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu regressarei e, caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo. Alí perto, o porco escutava a conversa toda... No dia seguinte deram o medicamento ao cavalo e foram-se embora. O porco aproximou-se do cavalo e disse: - Força, amigo! Levanta-te daí, senão serás sacrificado!!! No segundo dia, deram-lhe o medicamento e foram-se embora. O porco aproximou-se do cavalo e disse: - Vamos lá amigo, levanta-te senão vais morrer! Vamos lá, eu ajudo-te a levantar... Upa! Um, dois, três! No terceiro dia deram-lhe o medicamento e o veterinário disse: - Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos. - Quando se foram embora, o porco aproximou-se do cavalo e disse: - É agora ou nunca, levanta-te depressa! Coragem! Upa! Upa! Isso, devagar! Óptimo, vamos, um, dois, três, agora mais depressa, vá... Fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa!!! Tu venceste, Campeão!!! Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo a correr no campo e gritou: - Milagre!!! O cavalo melhorou! Isto merece uma festa... para comemorar, vamos matar o porco!!!

Reflexão:

Isto acontece com frequência no ambiente de trabalho e na vida também. Dificilmente se percebe quem tem o mérito pelo sucesso. Muitas das vezes aquele é atribuído erradamente. Se algum dia alguém te disser que o teu trabalho não é de um profissional, lembra-te: 'Amadores construíram a Arca de Noé e profissionais construiram o Titanic'.

"Procura ser uma pessoa de valor, em vez de uma pessoa de sucesso."

domingo, 1 de março de 2009

Porque corres rio Mondego?

.

Entre as pedras livremente

Vais descendo lá da serra

Para vires de tangente

Dar um beijo à minha terra.

.

Rio Mondego, quero ter,

A resposta verdadeira,

Porque vais sempre a correr

Da Estrela até à Figueira.

.

Mas isso é velho segredo,

Bem traçado nos teus planos,

Escondido no arvoredo

Sabe Deus, à quantos anos.

.

Quando passas em Coimbra

Ouves o fado do estudante,

Sem sequer teres ainda

Lá parado um só instante.

.

Continuas o teu caminho

Mostrando ser o maior,

A dizer muito baixinho

Um adeus a Montemor.

.

Nos braços levas pró mar

No turbilhão das tuas águas,

Ao de cima a baloiçar

Alegrias, dores e mágoas.

.

À Figueira tu vais ter

Após tanto caminhar

E finalmente poder

No Oceano descansar.

Rama Lyon